Portes Grátis para encomendas superiores a 25€ para Portugal continental.

É verdade que os aromas interferem com o nosso humor?

Escrito em 27 de Jan. de 2020

É verdade que os aromas interferem com o nosso humor?

A resposta simples é sim, mas os motivos podem não ser o que está à espera.

Os odores afetam o humor das pessoas, o desempenho e o comportamento do trabalho de várias maneiras, mas não é porque os odores trabalham connosco como uma droga; em vez disso, trabalhamos com eles através das nossas experiências com eles. Ou seja, para que um odor provoque qualquer tipo de resposta em si, primeiro é precisa aprender a associá-lo a algum evento.

A Emoção

A percepção do olfato consiste não apenas na sensação dos próprios odores, mas também nas experiências e emoções associadas a essas sensações. Cheiros podem evocar fortes reações emocionais. Em pesquisas sobre reações a odores, as respostas mostram que muito daquilo que gostamos através do olfato se baseia puramente em associações emocionais.

A associação de fragrância e emoção não é uma invenção! Nossos recetores olfativos estão diretamente conectados ao sistema límbico, a parte mais antiga e primitiva do cérebro, que se pensa ser a sede da emoção. As sensações olfativas são retransmitidas para o córtex, onde o reconhecimento "cognitivo" ocorre somente após o estímulo das partes mais profundas do cérebro. Assim, quando nomeamos corretamente um perfume específico como, por exemplo, 'baunilha', o perfume já ativou o sistema límbico, desencadeando respostas emocionais mais profundas.

Efeitos no humor

Embora haja evidências convincentes de que fragrâncias agradáveis podem melhorar nosso humor e sensação de bem-estar, algumas dessas descobertas devem ser vistas com cautela. Estudos recentes mostraram que nossas expectativas sobre um odor, em vez de quaisquer efeitos diretos da exposição a ele, às vezes podem ser responsáveis pelos benefícios de humor e saúde relatados. Em experiências já efetuadas foi descoberto que apenas dizer aos sujeitos que estava sendo administrado um odor agradável ou desagradável, mas que eles talvez não pudessem cheirar, alterou seus auto-relatos de humor e bem-estar. A simples menção de um odor positivo reduziu os relatos de sintomas relacionados à saúde precária e aumentou os relatórios de humor positivo!

Resultados mais confiáveis foram obtidos, no entanto, a partir de experiências com placebos (sprays inodoros). Esses estudos demonstraram que, embora os indivíduos respondam, em certa medida, a placebos inodoro que eles consideram fragrâncias, o efeito real é significativamente maior. O pensamento de fragrâncias agradáveis pode ser suficiente para nos deixar um pouco mais alegres, mas o cheiro real pode ter efeitos consideráveis na melhoria de nosso humor e sensação de bem-estar.

A escolha de cada um

As preferências de perfume são frequentemente um assunto altamente pessoal, relacionado a memórias e associações específicas. Numa pesquisa, por exemplo, as respostas à pergunta 'Qual é o seu cheiro favorito?' foram incluíram muitos odores geralmente considerados desagradáveis ​​(como gasolina e transpiração corporal), enquanto que alguns odores geralmente considerados agradáveis ​​(como flores) eram violentamente detestados por certos entrevistados. Essas preferências foram explicadas por boas e más experiências associadas a aromas específicos. Apesar dessas peculiaridades individuais, podemos fazer algumas generalizações significativas sobre a preferência de cheiros. Por exemplo, estudos mostraram que tendemos a "gostar do que sabemos": as pessoas atribuem classificações mais agradáveis ​​aos cheiros que conseguem identificar corretamente. Existem também algumas fragrâncias que parecem universalmente percebidas como 'agradáveis' - como a baunilha, um ingrediente cada vez mais popular em perfumes que há muito tempo é um 'odor agradável' padrão em estudos psicológicos.

Perfumes para a casa

Da mesma forma que escolhemos um perfume para nós através dos nossos gostos e da nossa memória olfativa, podemos também fazê-lo para a nossa casa. Estar num ambiente perfumado transmite-nos a sensação de conforto e, na verdade, é isso que pretendemos quando estamos em casa!

Além disso, podem ser também um complemento na decoração da sua casa.

Se gosta do brilho e conforto que uma vela sofisticada transmite, ou se prefere um difusor de "pauzinhos", onde o perfume pode ter notas frutadas ou florais, aqui fica a nossa seleção.

Top 5

1.

Difusor de aroma Mathilde M. 30ml no perfume Marquise.

Um perfume precioso e sensual que representa o encontro de notas amadeiradas e de especiarias com a doçura da baunilha.

2.

Difusor de aroma Mathilde M. 30ml no perfume Astrée.

Um perfume romântico e feminino que conjuga na perfeição a flor de laranjeira e o jasmim, envoltos em quentes acordes orientais.

3.

Difusor de aroma Castelbel Portus Cale 250ml no perfume Ruby Red.

Embalado em caixa de madeira artesanal e perfumado com uma fragrância sofisticada de uva e bagas vermelhas, esta é uma coleção que pretende homenagear um dos tesouros nacionais mais apreciados: o Vinho do Porto.

4.

Difusor de aroma Castelbel Portus Cale Gold & Blue 100ml.

A combinação requintada do dourado com o azul e branco transforma esta coleção de perfumaria de casa no complemento perfeito para qualquer decoração.

5.

Difusor de aroma Mathilde M. Fêtes Exquises Antoinette 200ml perfume Antoinette.

O encontro do doce mel e um buquê de flores brancas. O que podemos chamar de uma iguaria floral!



Source: Scientific American, Social Issues Research Centre Photo: Mathilde M. France


×